16-08-tacamg2010
A equipe que conquistou o último título, em 2010, em cima do rival Uberlândia
 
Tricampeão da Taça Minas Gerais. O Uberaba Sport Club é o time do interior que mais vezes conquistou o segundo título mais importante do estado. O Colorado foi campeão das edições de 1980, 2009 e 2010 (só Cruzeiro e Galo têm mais títulos, cinco cada).
 
Na edição de 1980, foram dez vitórias, quatro empates e uma derrota. Nas semifinais, o adversário foi o Uberlândia, adversário que o USC já tinha enfrentado na primeira fase em dois jogos (uma vitória de 2 x 0 para cada lado). No mata-mata, o Colorado empatou fora (1 a 1, gol de Aldeir) e ganhou em casa (1 a 0, gol de Cabeça).
 
A final contra o América foi repleta de polêmica, fazendo o campeonato terminar só em 1981. A tabela apontava o primeiro jogo da decisão em Uberaba, mas o USC queria jogar a segunda partida no Uberabão, entendendo que tinha esse direito, por ter melhor campanha.
 
A Federação interpretou que o time de BH tinha melhor campanha, por ter mais pontos (foram 18 pontos na primeira fase, mais quatro nas semifinais, enquanto o Uberaba fez 17 pontos na primeira fase, mais três nas semis). O caso é que o grupo do América tinha uma equipe a mais, e o Coelho fez dois jogos a mais (eram três grupos, classificando-se o campeão de cada grupo, mais o segundo melhor no geral, no caso, o Uberlândia, que fez 16 pontos, mesmo número da Esportiva de Guaxupé, que estava no mesmo grupo do América, ou seja, também fez dois jogos a mais; ou seja, até então o critério de desempate era o aproveitamento, ou os “pontos perdidos”).
 
O presidente Pedro Walter Barbosa não aceitou a decisão da FMF e não deixou o time entrar em campo. Era um tal de viajar e não jogar, liminar pra cá, recurso pra lá... A Federação decretou vitória por W.O. do América e deu o título ao Coelho. O TJD ainda determinou multa ao USC, que foi ao STJD da CBF e conseguiu o efeito suspensivo da polêmica decisão. Depois da batalha nos bastidores, o STJD determinou que o América devolvesse a taça e que as equipes deveriam jogar, com o USC tendo a vantagem do segundo (e, se preciso, o terceiro) jogo em casa. Só quando acabou a Taça Ouro de 1981, com datas livres, é que começou a final (com jogadores inscritos em 1980).
 
Em campo, o equilíbrio foi a tônica. No dia 21 de abril, no primeiro jogo, no Mineirão, empate por 2 a 2, com gols de Cabeça e Serginho para o USC. No segundo embate, no dia 25, novo empate, agora 1 x 1 no Uberabão. Lindário fez o gol do Colorado. Na terceira e decisiva partida, no dia 28, de novo no Uberabão, o Zebu saiu na frente com Serginho, o América empatou com Ludo e, aos 48 minutos do segundo tempo, depois do bate-rebate, o lateral-esquerdo Aldeir chegou metendo a bola pra dentro: 2 a 1, título vermelho.
 
Em 2006, o USC chegou à final da Taça Minas Gerais, ficando com o vice. Depois de despachar o América, líder da primeira fase, nas semifinais, o Colorado enfrentou o Villa Nova na decisão. Empatou no Uberabão, por 1 x 1, e perdeu em Nova Lima, por 3 x 1.
 
Em 2009, nova chance para o Uberaba, e dessa vez veio o título. Na campanha, foram seis vitórias, dois empates e duas derrotas. Nas semifinais, o USC superou o Tupi, vencendo por 2 a 1 em casa, de virada (gols de Rogério e André Nascimento) e empatando por 1 a 1 em Juiz de Fora (Samir).
 
Na decisão com o Villa Nova, foi o contrário. O Uberaba ganhou fora e empatou em casa. No primeiro jogo, no Alçapão do Bonfim, o Zebu goleou por 4 x 2, com gols de André Nascimento, Rodrigão Paulista Gustavo e Rafael Ipuã. Só um desastre tiraria o título do Colorado. Nada de desastre: na volta, bastou o 2 x 2 para garantir o título no Uberabão. Os dois gols foram de Danilo, chamado de “Príncipe” pelo sucesso que fazia com o público feminino, e que fazia sua despedida do USC.
 
Em 2010, veio o bi. Foram oito vitórias, três empates e três derrotas na campanha. Na semi, reencontro com o Villa Nova. No primeiro jogo, fora, o USC fez 1 x 0 com Cadu, mas levou a virada, 2 x 1. A segunda partida veio em clima de luto: o Colorado havia perdido o atacante André Nascimento, assassinado durante a semana que antecedeu o jogo, em um crime passional que chocou a cidade. Com muita emoção, o time reagiu e bateu o Leão – a virada agora foi do Uberaba, e com incrível goleada: 6 a 1, com gols de Marcel, Maxsuel, Ewerton Maradona, Cadu, Rafael Ipuã e Marcinho.
 
A final foi contra o Uberlândia, dono de melhor campanha – que não adiantou nada. No Uberabão, o USC ganhou de 1 a 0, com gol de Marcinho. E, no Parque do Sabiá, Marcinho de novo estava na jogada, mas foi o zagueiro Matheus, contra, que fez o gol: mais uma vitória de 1 x 0 e festa na casa do rival!

Busca 

Parceiros 

boxe cidaderural

anuncie

uberabapopular

boxe facil

boxe uniarte

boxe disk-canecas

Scroll to top