adefu-kenned-06-10 2
Kenned foi campeão no dardo na primeira etapa do Circuito Nacional
 
O paratleta da Adefu (Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba), Kenned Batista Justino, vem se destacando no atletismo e no basquete, com resultados expressivos nos últimos anos. Kenned se prepara para a última etapa do Circuito Nacional de Atletismo, no fim deste mês, e para o Campeonato Brasileiro de basquete sobre rodas, em dezembro. Em meio à rotina de treinos intensos, ele busca apoio para conseguir pagar as passagens dele e do treinador Higor Fiorine para o Circuito, que acontece em São Paulo-SP, entre os próximos dias 27 e 29.

A falta de patrocínio contrasta com as conquistas. Em quatro anos no basquete e três no atletismo, são 30 medalhas – 15 de ouro, oito de prata e sete de bronze.

No basquete, Kenned foi vice-campeão da Série Prata do Campeonato Paulista no ano passado, com equipe Gaadin de Indaiatuba. No mês passado, o atleta foi campeão da Copa Florianópolis, pelo time de Balneário Camboriú. Sem muitas competições por aqui, ele recebe convites e vai para fora para jogar. “Estou disputando o Paranaense pela equipe de Castro Falcão, viajo para o Sul a cada etapa. E em dezembro vou disputar com a equipe a primeira divisão do Brasileiro, em São Paulo”, conta.
 
adefu-kenned-06-10 1
No basquete, competições em outros estados

No atletismo, mais vitórias. Em 2015, seu primeiro ano de competições, foi campeão regional no lançamento de dardo e de disco e no arremesso de peso, na classe F56. No ano seguinte, foi campeão regional no dardo e no disco e segundo colocado no peso, na mesma classe. Em 2017, já na classe F55, foi campeão regional no dardo e no disco, e, na primeira etapa do Circuito Nacional, foi terceiro no disco e campeão no dardo, com um lançamento de 31,18m, melhor marca do mundo no ano.

“Meu foco, minha modalidade principal, é o dardo, sou o primeiro do ranking mundial, tenho treinado para aumentar minha marca. O melhor do mundo lança a uns 30 metros. Antes da primeira etapa eu lançava 29 metros, ou seja, aumentei dois metros na prova. Nos treinos tenho conseguido 31,80 metros, quer dizer, da marca da primeira etapa já aumentei 50 centímetros”, comenta.

Fora da segunda etapa por um erro da Adefu, que não fez a inscrição a tempo, Kenned se concentra na etapa final do Nacional, treinando de segunda a sexta-feira, conciliando com os treinamentos no basquete três vezes por semana.
 
adefu-kenned-06-10 3
Medalha no peito e objetivo de melhorar a marca no dardo

Na primeira etapa, ele teve que “se virar” para pagar todas as despesas para participar da competição. Como conseguiu um índice acima de 92%, o Comitê Paralímpico Brasileiro agora banca a hospedagem e alimentação na próxima etapa. Porém, as passagens ainda são por conta do atleta. “Estou tentando patrocínio de empresas, apoio de qualquer pessoa, porque senão vou ter que tirar do bolso”, diz o esportista, que ainda ganha uma verba do Bolsa Pódio, investindo no seu equipamento.

Kenned aproveita para agradecer os parceiros. “Não teria conseguido nada sozinho, por isso agradeço à Academia Luk Sport Fitness, à Oxy Nutri pelos suplementos, à DDA Malharia pelos uniformes, ao nutricionista Ademir e ao médico Alexandre ‘Alemão’, por acreditarem no meu trabalho e dedicação”.
 
O paratleta também lamenta a falta de apoio ao esporte paralímpico em Uberaba. “Aqui temos atletas de ponta na bocha e no atletismo, não só um, mas vários entre os melhores do mundo, e a gente não vê nenhum investimento”, finaliza, resignado.
 
Fotos: acervo pessoal

Busca 

Parceiros 

boxe cidaderural

anuncie

uberabapopular

boxe facil

boxe uniarte

boxe disk-canecas

Scroll to top