Ninguém segura Reginaldo Damião! O uberabense conquistou a medalha de ouro na etapa final do Brasileiro de Karatê. Foram dois ouros, na verdade: no individual e por equipe. Os dois pódios vieram nesta quarta-feira (18). O certame vai até domingo, no Mineirinho, em Belo Horizonte.
 
O faixa preta, que compete na modalidade kumite, categoria veterano (40 a 44 anos) acima de 75 quilos, fez cinco lutas no individual e três por equipe. “O nível do campeonato é muito alto, na etapa final só tem os melhores. E tem aquele detalhe, todos querem ganhar do campeão, pois venho defendendo os títulos há muitos anos, e por isso tive que lutar muito, treinar demais e ter muito foco e concentração”, comenta.
 
damiao-brasileiro-final-19-10-2018
Damião (o segundo na foto) com a equipe: ouro
 
A equipe de Minas Gerais (formada nessa edição por Damião, mais Antônio Marcos e Alex, ambos de Montes Claros, mais o reserva Sérgio) está invicta há oito anos. “Desde que o Antônio e eu montamos a equipe, nunca perdemos. Nós dois sempre estamos na equipe, alternando os outros atletas. Depois da final, o pessoal do Rio e de São Paulo veio falar com a gente que vão fazer uma equipe para ganhar ano que vem”, conta o uberabense. “Desde que entrei como veterano, não parei de ganhar. A experiência, a maturidade, só me favorecem, e claro minha disciplina de treinamentos”, destaca.
 
A disputa por equipes é em “melhor de três” a cada fase. A final, contra São Paulo, foi pra lá de emocionante. Antônio ganhou o primeiro combate, Alex perdeu o segundo, e Damião venceu o confronto decisivo, que valeu o ouro.
 
“Lutei contra o Giovani Sakata, de Ribeirão Preto, um cara consagrado. Faltando 50 segundos ele marcou um ponto. Aí tive que buscar, abrir, me expor, mas com a cabeça tranquila, empatei e virei para 4 a 1. Foi uma luta que parou o ginásio”, narra o carateca, que foi ovacionado pelos adversários e pelos torcedores depois da vitória.
 
Para participar da etapa final do Brasileiro, o uberabense foi campeão do Mineiro e da etapa classificatória (antes chamada zonal) da competição nacional. A etapa final, que seria realizada em Santa Luzia, foi transferida para BH, com os duelos começando dia 18 e prosseguindo em outras categorias até dia 21.
 
As conquistas de Damião vêm após uma cirurgia de menisco, sendo uma recompensa pelos esforços do atleta. Durante a recuperação, insegurança – retornaria no mesmo ritmo? Voltou a treinar, a dar aula, a correr (sempre frisa que as corridas de rua fazem a diferença, pois seu preparo físico se sobressai no karatê), disputou a Copa Brasil de Kickboxing (campeão) para pegar o ritmo de luta. A preparação é intensa. “Viajo quase todos finais de semana para treinar fora, porque treino sozinho em Uberaba, tenho que treinar com outras pessoas para ter um nível alto. São gastos em cima de gastos, e muitas vezes não temos reconhecimento. Dessa vez só participei graças ao apoio do Miguel da Satélite Alarme. A medalha veio coroar tudo isso”, enaltece.
 
Foto: acervo pessoal

Parceiros 

anuncie boxe

lsguarato

river

golerefrigerantes

sorriso

boibao

sue

burn

itaipava

Scroll to top