Começa nesse sábado (14) a fase semifinal do Módulo II do Mineiro. Uberaba Sport e Guarani de Divinópolis iniciam a batalha por uma vaga na final e pelo acesso à elite do Estadual. O jogo de ida entre o Zebu, invicto como mandante, e o Tamanduá, melhor visitante do certame, é no Uberabão, às 18h30.
 
No domingo, em Juiz de Fora, a partir das 11h, tem a outra semi, entre Tupynambás e América de Teófilo Otoni. Os duelos de volta acontecem no outro sábado (21), ambos às 16h.
 
O USC vem embalado. Após um início titubeante no torneio, o time se arrumou com a chegada do técnico Rogério Henrique e está invicto há seis jogos. A classificação pro mata-mata aconteceu na última partida da primeira fase, vencendo o Social por 3 x 1 no Uberabão, de virada, empurrado pela torcida, que recuperou a confiança no Colorado.
 
semi-convoca-13-04-2018
 
A equipe alvirrubra se reforçou para as semifinais. Chegaram essa semana o lateral-esquerdo Jhonathan Moc, ex-Caldense; o volante Mário César, ex-Patrocinense; e o meia Eduardo Ramos, ex-URT. Todos já foram registrados e podem jogar.
 
Por ter melhor campanha, o Guarani joga por dois empates nas semis (no dia do arbitral da competição, ainda no ano passado, a Federação Mineira informou em seu site oficial que, em caso de igualdade na soma dos dois confrontos, haveria a disputa de pênaltis; depois, porém, a entidade publicou o regulamento em que consta a vantagem para o dono de melhor campanha).
 
Se nas últimas rodadas os resultados dos concorrentes ajudaram, conspirando para a outrora impensável classificação, agora o Colorado depende só dele e conta com o apoio da torcida.
 
O apoio vai ser crucial também na arrecadação. O USC pode preparar o bolso. A FMF enviará para o jogo, além do trio de arbitragem, dois assistentes adicionais (auxiliares da linha de fundo), mais o quarto e o quinto árbitro, além do observador.
 
Números
Líder da primeira fase, o Guarani somou 23 pontos, obtendo sete vitórias, dois empates e duas derrotas. Foi quem que mais venceu.
 
O Uberaba, quarto colocado na etapa qualificatória, somou 19 pontos. Na campanha, cinco vitórias, quatro empates e duas derrotas. Zebu e Bugre foram os times que menos perderam.
 
O Tamanduá fez 20 gols e sofreu nove. Pedrinho é o artilheiro, com cinco gols. O USC marcou 15 gols e tomou nove. Rafael Oller, com três gols, é o artilheiro.
 
Com seus 20 gols, o representante de Divinópolis teve o melhor ataque da primeira fase, junto com o Tupynambás. O segundo melhor desempenho ofensivo foi de três clubes desclassificados: Betinense, Tricordiano e Nacional, com 17 gols cada. Depois, com 15, vêm América e Uberaba. O pior ataque foi do CAP Uberlândia, com apenas sete gols.
 
Os times que ficaram menos jogos sem fazer gol foram USC, Guarani e Tupynambás. Cada um passou em branco em apenas uma partida – no caso do Zebu, lá na estreia, no 0 x 0 contra o Betinense.
 
E a defesa? Com apenas nove gols cedidos, Guarani e Uberaba foram os melhores no quesito. Além dos dois oponentes de sábado, só uma equipe teve menos gols sofridos do que jogos: o CAP Uberlândia, que tomou dez gols. Já a pior defesa foi a do Social, que levou 22 gols. E, curiosamente, a segunda pior é de um dos semifinalistas: o Tupynambás, que foi vazado 19 vezes.
 
O adversário do Colorado no mata-mata inspira respeito como visitante. Foi o clube que mais pontuou fora de casa, somando 10 pontos (o segundo foi o CAP Uberlândia, com 9). O Bugre foi quem mais ganhou longe de seus domínios, com três vitórias.
 
Por outro lado, o Uberaba é um dos invictos como mandante, como o próprio Guarani e o Betinense.
 
A expectativa é de muita emoção! Os números não entram em campo. Quando a bola rolar, as estatísticas ficam pra trás. O Colorado convoca a torcida. Vamos lá!?
 
Um resumo da primeira fase
 
Jogos: 66
Gols: 170 (média de mais de 2,5 por jogo)
 
Mais vitórias
Guarani (7)
 
Menos vitórias
Social (1)
 
Mais empates
Uberaba e Ipatinga (4)
 
Menos empates
Tupynambás e Nacional (1)
 
Mais derrotas
Social (8)
 
Menos derrotas
Guarani e Uberaba (2)
 
Mais pontos em casa
Guarani e Tricordiano (13)
América, Tupynambás, Uberaba e Betinense (12)
 
Mais vitórias em casa
Guarani, América, Tupynambás e Tricordiano (4)
 
Menos derrotas em casa
Guarani, Uberaba, Betinense (zero)
 
Mais pontos fora
Guarani (10)
CAP Uberlândia (9)
 
Mais vitórias fora
Guarani (3)
 
Menos derrotas fora
América e CAP Uberlândia (1)
 
Menos pontos em casa
CAP Uberlândia (3)
Social (4)
 
Menos vitórias em casa
Ipatinga, CAP Uberlândia, Mamoré e Social (1)
 
Mais derrotas em casa
CAP Uberlândia (4)
 
Menos pontos fora
Social (1)
Nacional (3)
 
Menos vitórias fora
Social (zero)
 
Mais derrotas fora
Social (5)
 
Mais empates em casa
Uberaba e Betinense (3)
 
Menos empates em casa
América, Tupynambás e CAP Uberlândia (zero)
 
Mais empates fora
CAP Uberlândia (3)
 
Menos empates fora
Betinense e Nacional (zero)
 
Mais gols marcados
Guarani e Tupynambás (20)
 
Menos gols marcados
CAP Uberlândia (7)
 
Mais gols sofridos
Social (22)
 
Menos gols sofridos
Guarani e Uberaba (9)
 
Mais gols marcados em casa
Nacional (14)
Guarani (13)
 
Menos gols marcados em casa
CAP Uberlândia e Mamoré (2)
Ipatinga e Social (4)
 
Mais gols sofridos em casa
Nacional (10)
Social (9)
 
Menos gols sofridos em casa
Mamoré (3)
Guarani e Betinense (4)
 
Mais gols marcados fora
Tupynambás e Betinense (9)
Guarani, Tricordiano, Ipatinga e Mamoré (7)
 
Menos gols marcados fora
Nacional (3)
Uberaba (4)
 
Mais gols sofridos fora
Social (13)
Tupynambás e Mamoré (12)
 
Menos gols sofridos fora
América, Uberaba e CAP Uberlândia (4)
Guarani (5)
 
Artilheiros do campeonato
Bruno Mineiro (Betinense) e Michel Paulista (Nacional): 7 gols

Busca 

Parceiros 

anuncie boxe

tremendao

wiseup

invicta

colegio-fas

tocadopeixe

Scroll to top