O Uberaba perdeu em casa no jogo de ida da semifinal do Mineiro Módulo II. Na noite deste sábado, no Uberabão, o Guarani venceu por 1 x 0, ficando mais próximo da final e do acesso à elite.
 
Por ter melhor campanha, o time de Divinópolis pode até ser derrotado por um gol de diferença no jogo de volta que ainda se classifica. Ao USC, resta ganhar por dois gols no segundo confronto do mata-mata.
 
O jogo
Inexplicavelmente, o Colorado não entrou com aquela vibração das últimas partidas. A torcida compareceu, incentivou, mas não adiantou, a equipe não se encontrou. O ataque pouco produziu. Os três estreantes – o lateral-esquerdo Jhonathan Moc, o volante Mário César e o meia Eduardo Ramos – não resolveram.
 
Do outro lado, os visitantes jogavam com o regulamento debaixo do braço, cozinhando o jogo.
 
semifinal-ida-usc-gua-14-04-2018
 
Aos 27 minutos, na bola parada, o USC até chegou a marcar, mas o gol foi anulado. No escanteio cobrado por Eduardo Ramos, Saulo cabeceou, o goleiro Leandro rebateu e o zagueiro Linno aproveitou pra mandar pra dentro. Mas a arbitragem invalidou o lance. A marcação do bandeirinha foi de impedimento – que não aconteceu: a gravação do REPLAY mostra que, no momento do cabeceio de Saulo, Linno estava atrás da linha da bola, em que pese depois aparecer sozinho para fazer o gol no rebote.
 
Depois do susto, o Guarani se mostrou. Embora satisfeito com o empate, o Bugre teve três ótimas chances, parando no goleiro Luan em todas elas. Na melhor, a primeira, aos 38 minutos, Leomir cruzou rasteiro para Paulo Morais, aquele que fez um golaço no empate de 1 x 1 na primeira fase. Dessa vez, ele emendou e viu o arqueiro salvar em cima da linha. Na resposta, em rara trama boa, Tuxa acionou Eduardo Ramos, que cruzou, e Saulo chegou atrasado por pouco.
 
Segundo tempo, o Uberaba começa no ataque. Eduardo Ramos bate cruzado para boa defesa de Leandro. E foi só. O time da casa não conseguia criar nenhuma jogada de perigo. Aos 17, saíram Tuxa e Eduardo Ramos e entraram Emerson e Fabinho. Nada mudou. Aos 31, Saulo saiu e entrou Edinho. Mas quem marcou foi o Tamanduá. Aos 35, Alemão passou entre dois e arriscou de fora da área, acertando o cantinho: 1 x 0.
 
O Colorado não conseguia reagir. No passe de Fabinho, Emerson erra a letra. E no fim, na falta de Mário César, a bola vai pra fora, com desvio. E ficou nisso.
 
O Zebu, que vinha em ascenção, mandou mal justo na hora do mata-mata, perdendo uma invencibilidade de seis jogos, que vinha desde que o técnico Rogério Henrique assumiu o comando da equipe. Agora, é ir pro tudo ou nada no Farião.
 
Uberaba
Luan; Rafael Compri, Luan Carlos, Linno, Jhonathan Moc; Sidney, Mário César, Eduardo Ramos (Fabinho), Tuxa (Emerson); Rafael Oller e Saulo (Edinho). Técnico: Rogério Henrique
 
Guarani
Leandro; Ricardo, Elder, Mancha, Balaio; Kauê  (Yuri), Alemão, Leomir, Paulo Morais (Vitinho), Magalhães; Pedrinho (Quilder). Técnico: Gian Rodrigues

Parceiros 

anuncie boxe

lsguarato

river

golerefrigerantes

boibao

sorriso

acquatica

zem

burn

itaipava

Scroll to top