03-07-renemug
 
O Uberaba Sport perdeu um ídolo do passado: o ex-jogador e técnico Renê Pinto, o Renê Mug. Vítima de um câncer de próstata, ele faleceu no último sábado (1).
 
Renê Mug jogou no Colorado na década de 1960 e 1970, e depois de pendurar as chuteiras, foi também treinador no USC.
 
A imagem que ilustra essa página foi publicada pelo Facebook do Uberaba Sport Club. Segundo a postagem, Mug, em 161 partidas, marcou 42 gols.
 
Uma passagem interessante é narrada pelo jornalista Luiz Gonzaga de Oliveira, autor do livro “Causos de Nenê Mamá”, e que vale a pena ser contada aqui na série especial dos 100 anos do USC. Gonzaga relata que, em 1972, em um jogo contra a URT, em Patos de Minas, lá pelos 35 minutos do segundo tempo, falta a favor do Uberaba. Toinzinho se prepara para bater, quando Renê chegou gritando para o garoto:
 
- Sai de lado, juvenil. Deixa que essa eu encaixo.
 
Não deu outra. Mug bateu e fez o gol da vitória do Colorado, de acordo com o texto. Depois da comemoração com os outros jogadores, o goleador falou para um assustado Toinzinho:
 
- Venha cá, garoto. Dê-me um abraço. A partir do próximo jogo, o cobrador oficial de faltas vai ser você.
 
Segundo a crônica, Mug era “dono de um pique fulminante, uma vocação indômita para o gol, (...) sempre um ídolo”. Ainda conforme o texto, dizer que Mug era um craque, é exagero. Lutador, sim. Batalhador, melhor ainda. “Largo para fazer gols”.
 
Além dos gols, como jogador, Renê era lembrado pela pessoa fora de campo, sempre levando alegria por onde passava.

Busca 

Parceiros 

boxe cidaderural

anuncie

uberabapopular

boxe facil

boxe uniarte

boxe disk-canecas

Scroll to top