03-07-renemug
 
O Uberaba Sport perdeu um ídolo do passado: o ex-jogador e técnico Renê Pinto, o Renê Mug. Vítima de um câncer de próstata, ele faleceu no último sábado (1).
 
Renê Mug jogou no Colorado na década de 1960 e 1970, e depois de pendurar as chuteiras, foi também treinador no USC.
 
A imagem que ilustra essa página foi publicada pelo Facebook do Uberaba Sport Club. Segundo a postagem, Mug, em 161 partidas, marcou 42 gols.
 
Uma passagem interessante é narrada pelo jornalista Luiz Gonzaga de Oliveira, autor do livro “Causos de Nenê Mamá”, e que vale a pena ser contada aqui na série especial dos 100 anos do USC. Gonzaga relata que, em 1972, em um jogo contra a URT, em Patos de Minas, lá pelos 35 minutos do segundo tempo, falta a favor do Uberaba. Toinzinho se prepara para bater, quando Renê chegou gritando para o garoto:
 
- Sai de lado, juvenil. Deixa que essa eu encaixo.
 
Não deu outra. Mug bateu e fez o gol da vitória do Colorado, de acordo com o texto. Depois da comemoração com os outros jogadores, o goleador falou para um assustado Toinzinho:
 
- Venha cá, garoto. Dê-me um abraço. A partir do próximo jogo, o cobrador oficial de faltas vai ser você.
 
Segundo a crônica, Mug era “dono de um pique fulminante, uma vocação indômita para o gol, (...) sempre um ídolo”. Ainda conforme o texto, dizer que Mug era um craque, é exagero. Lutador, sim. Batalhador, melhor ainda. “Largo para fazer gols”.
 
Além dos gols, como jogador, Renê era lembrado pela pessoa fora de campo, sempre levando alegria por onde passava.

Busca 

Parceiros 

boxe anuncie-2

boxe jardimjulia

boxe brasilflex

boxe acquatica

boxe river

boxe drogariacardoso

boxe elo-engenharia

boxe disk-canecas

Scroll to top