festa-centenario-15-07 1
A taça "La Maruxa", a primeira da história do clube, foi restaurada e exposta na festa
 
O Uberaba Sport Club comemora 100 anos neste sábado, dia 15, e a festa do centenário foi na “nova casa”, o CT Saulo Castro, em confraternização que reuniu ex-jogadores, ex-dirigentes e torcedores, além de cartolas do presente e autoridades. Não faltaram discursos dizendo que o Colorado vai se reerguer e mostrar que é forte, que é grande. Entretanto, se o futuro estava em pauta, o passado não foi esquecido.

Os responsáveis pelo evento fizeram questão de resgatar os tempos idos do clube. Painéis traziam fotos de ex-atletas do USC. A atração principal, todavia, foi a apresentação do troféu “La Maruxa”, a primeira taça conquistada pelo time, restaurada especialmente para a ocasião.

Em 25 de dezembro de 1917, na primeira partida oficial do Uberaba, no antigo “Campo da Misericórdia”, a equipe venceu o Americano, de Araguari, por 3 a 0, e ganhou a taça oferecida pela artista espanhola “La Maruxa”, que se encontrava em turnê pela cidade e se empolgou com o entusiasmo dos alvirrubros com o novo clube de futebol.
 
festa-centenario-15-07 2
Camisas retrô relembram a vitória do USC sobre o rival Red, na década de 1920

Outra atração da festa do centenário foram as camisas modelo “retrô” do USC, alusivas ao famoso jogo em que o time derrotou o rival Red, por 2 x 1, em 1922, pelo primeiro Campeonato do Triângulo, feito que por muitos anos foi considerado a maior glória da agremiação vitoriosa.

Um grande mural com a foto do time do USC no histórico jogo de 1917, bem como um pôster com as fotos dos jogadores da equipe que venceu o Red, foram expostos na festa, e os torcedores aproveitaram para tirar fotos junto às raridades. As camisas especiais serão vendidas na sede do clube, no CT Colorado. São dois modelos: a vermelha, que seria a dos atletas de linha, e a branca com uma faixa vermelha, que seria a de goleiro.
 
O mais antigo. Entre os ex-atletas presentes, o mais antigo, ou seja, o que jogou há mais tempo, era o ex-goleiro Tino, que mora em São José do Rio Preto-SP e veio especialmente para a festa.
 
festa-centenario-15-07 3
O ex-goleiro Tino, com o jornalista Wagner Ghizzoni Júnior: de atleta a historiador

Agostinho Brandi, o Tino, foi o primeiro goleiro da história da Ferroviária de Araraquara (clube paulista fundado em 1950, cujo primeiro jogo ocorreu em 1951). Veio para o USC trazido pelo dirigente Nenê Mamá. Com boa memória, Tino lembra do período em que defendeu o Uberaba. “Joguei de outubro de 1952 a março de 1954, e depois de janeiro a abril de 1958”, conta.

Fora dos gramados, Agostinho se formou historiador, tendo inclusive publicado livros sobre a história de Rio Preto. Ele revelou que adquiriu a Revista REPLAY especial dos 100 anos do Uberaba Sport Club, tendo elogiado a edição.

A passagem pelo Colorado é inesquecível para Tino. “Me dei muito bem na cidade e no clube, fiz muitas amizades, foi marcante”, afirma. “Me recordo bem de tudo. A maioria dos jogadores daquela época já morreu, mas eu estou aí com 86 anos, me lembro de tudo, estou bem, um broto”, diz, bem humorado.

Para quem quiser conhecer um pouco mais da história centenária do Uberaba Sport Club, a Revista REPLAY especial dos 100 anos do Colorado ainda pode ser encontrada nas bancas da cidade.

Busca 

Parceiros 

boxe cidaderural

anuncie

uberabapopular

boxe facil

boxe uniarte

boxe disk-canecas

Scroll to top