bocha-open-brasil-07-05-2019
Brasil ficou em primeiro lugar na classificação geral
 
O atleta da bocha paralímpica da Adefu (Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba), José Carlos Chagas, foi vice-campeão com a Seleção Brasileira no Open Mundial de Montreal, no Canadá, realizado na semana passada, de 30 de abril a 4 de maio. Ele ganhou a medalha de prata por equipes BC1/BC2.
 
bocha-open-prata-07-05-2019
José Carlos (e) e os medalhistas de prata: vice-campeões por equipe
 
O evento, promovido pela Federação Internacional da modalidade, reuniu 100 atletas de 22 países, em sete disputas: individual nas classes BC1, BC2, BC3 e BC4; por equipes BC1/BC2; e por pares BC3 e BC4. Das sete, o Brasil chegou a cinco semifinais, conquistando um ouro, uma prata e um bronze, pódios que valeram o primeiro lugar na classificação geral.
 
Além de José Carlos, da classe BC1, a Adefu foi representada por Ercileide Laurinda, da BC4, e pela estafe Hindielle Andrade.
 
As medalhas
Na competição de equipes, a Seleção foi vice com Maciel Santos, Natali de Faria, José Carlos, Guilherme Moraes e Lucas de Araújo. Após bater a Rússia por 7 x 4 na semifinal, o Brasil ficou com a prata, suplantado na final pela Argentina, por 6 x 4.
 
bocha-open-hindi-zeca-07-05-2019
Zeca em ação, com o suporte da estafe Hindielle: quarto lugar no individual
 
No individual, Maciel Santos, da classe BC2, sagrou-se campeão, derrotando o russo Dmitry Kozmin por 4 x 1 na final. Ainda no individual, José Carlos acabou em quarto lugar, assim como Mateus Carvalho, da BC4. Zeca venceu as três partidas da primeira fase, ganhou o confronto com o brasileiro Guilherme Moraes por 6 x 3 nas quartas-de-final, e perdeu na semi para o holandês Daniel Perez, futuro campeão, saindo no tie-break, após empate de 5 x 5. Na decisão pelo bronze, o português Antonio Marques triunfou por 4 x 3.
 
Nos pares, o Brasil terminou em terceiro na BC3, com Evelyn Oliveira, Mateus Carvalho e Evani Calado. Depois do revés na semifinal contra a Polônia, por 5 x 3, o bronze veio com vitória de 6 x 3 sobre a França.
 
bocha-open-ercileide-07-05-2019
Ercileide (d) na disputa de pares: três vitórias e uma derrota
 
Ercileide Laurinda ficou na primeira fase na disputa individual e por pares. No simples, ela ganhou o primeiro jogo, empatou o segundo, sendo superada no tie-break, e perdeu o terceiro. Nos pares, com Eliseu dos Santos e Marcelo dos Santos, também não classificou: no Grupo B, com Portugal, Rússia, Alemanha e Estados Unidos, o Brasil venceu três jogos e perdeu apenas um, tendo a mesma pontuação de Rússia e Portugal, que avançaram nos critérios de desempate.
 
Fotos: Ande

Parceiros 

anuncie boxe

dda

river

shouri

sancelo

alancarlos

Scroll to top