tenis-ouro-joaomenezes-05-08-2019 2
 
Medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, o tenista uberabense João Menezes chega nesta terça-feira (6) à terra natal, onde poderá receber o carinho dos conterrâneos. O atleta será recepcionado às 14h na rotatória de esportes da Praça Murilo Pacheco de Menezes (por sinal, seu avô) e em seguida desfilará em carreata pelas ruas da cidade.
 
O jovem de 22 anos subiu ao lugar mais alto do pódio neste domingo (4), derrotando o chileno Tomás Barrios por 2 sets a 1 (parciais de 7/5, 3/6 e 6/4). A conquista, noticiada pelo REPLAY no Face e no Insta, teve grande repercussão e encheu os torcedores do Brasil e de Uberaba de orgulho.
 
Além da medalha, Menezes praticamente carimba uma vaga na Olimpíada de 2020, em Tóquio – os finalistas classificam-se desde que estejam entre os 300 melhores da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) na época da disputa no Japão; o mineiro é o 212º atualmente.
 
Em sua mais brilhante fase, em ascensão, o segundo melhor brasileiro no ranking, que contou com uma animada torcida na capital peruana para chegar ao maior título de sua carreira, define o ouro como um “divisor de águas”. Ele acredita que agora será mais conhecido e a tendência é evoluir cada vez mais.
 
O atleta tem uma trajetória de superação, já que suplantou lesões e, sem grande apoio da Confederação Brasileira de Tênis ou de patrocinadores, teve que contar com o respaldo dos familiares, especialmente do pai Fabiano.
 
tenis-ouro-joaomenezes-05-08-2019 1
 
A campanha
Estreando na segunda rodada, Menezes largou vencendo o uruguaio Franco Roncadelli por 2 sets a 0. Na sequência, passou pelo argentino Francisco Cerundolo por 2 a 1, num dia em que entrou em quadra em três partidas.
 
É que, além de competir no simples, o uberabense participou nas duplas masculinas e nas duplas mistas. Com Thiago Wild, ganhou o primeiro duelo, mas perdeu o segundo. Com Luisa Stefani, saiu no primeiro embate. As derrotas vieram após o triunfo contra Cerundolo, na jornada tripla na quinta-feira (1).
 
Concentrado apenas na disputa no individual, o jogador embalou. Nas quartas-de-final, na sexta-feira, vitória contra um favorito para inflamar e acreditar no pódio, batendo o chileno Nicolas Jarry, então 55º do mundo, único top-100 no Pan, por 2 a 0.
 
Na semifinal, sábado, venceu outro favorito, simplesmente o então campeão, o argentino Facundo Bagnis (156º), por 2 a 1, de virada. Já com a vaga para a Olimpíada encaminhada, veio a emocionante decisão contra Barrios e o ouro. Agora, o mineiro curte um breve descanso e em seguida prepara-se para o qualificatório do US Open.
 
Fotos: Rede Nacional do Esporte e Lima 2019

Parceiros 

anuncie boxe

itaipava

unimed-uberaba

tremendao nova

dda

alancarlos

sancelo

river

santaterezinha

fogaodaroca

dr-com

corintiano

Scroll to top