Publicado originalmente em 28/05/2007

O Uberaba Sport Club é o grande campeão junior de 2007. O USC venceu o Atlético nos pênaltis, por 4 a 2, após empate por 1 a 1 no tempo normal, faturando o título da categoria - o duelo de ida das finais tinha terminado 3 a 3.
 
A grande decisão, disputada ontem pela manhã, no Uberabão, não foi um jogo tão emocionante como o primeiro, mas, mesmo assim, os garotos de Zebu e Galo mostraram bom futebol.
 
junior2007-final-volta-usc-atl-19-05-2020 2
 
O Colorado começou melhor, rondando o gol adversário. Aos 15 minutos, Bernardo invadiu a área pela esquerda e chutou forte, balançando a rede, mas pelo lado de fora. Na resposta, Valtinho gingou e concluiu em cima da zaga, no rebote, Celso bateu por cima.
 
O time do Abadia não tinha Alexandre, suspenso pelo terceiro cartão amarelo - ele chegou a chorar no vestiário, na preleção -, e por isso encontrou dificuldades para armar boas jogadas. Valtinho estava praticamente isolado no ataque. Por outro lado, Neuraci, Celso e Marcelo protegiam bem a zaga. Do lado alvirrubro, Buiu voltava depois de ficar fora da primeira partida, por suspensão. O capitão teve dificuldades para se desvencilhar da forte marcação.
 
Com o jogo concentrado no meio, o que se viu foram muitas divididas e bolas prensadas. O Atlético chegava menos ao ataque, mas, quando o fazia, era mais perigoso. Foi assim aos 24 minutos. Cabelinho balançou na frente da zaga e a bola sobrou para Valtinho, que emendou pra fora.
 
A chance mais clara do primeiro tempo, porém, foi do Uberaba. Ricardo cruzou na medida para Escabim, que perdeu o tempo da bola e chutou mal, permitindo a defesa de Alexandre, que segurou "pelo rabo".
 
Já aos 44, após cruzamento da direita, Alexandre tirou de soco e Escabim, com o gol aberto, pegou mal de primeira, mandando pra fora. Era a última chance da primeira etapa.
 
No intervalo, Neuraci e o técnico Fifi discutiram feio. O treinador do Galo queria que o volante tocasse mais rápido, e o jogador bronqueou dizendo que estava correndo pelo time todo.
 
junior2007-final-volta-usc-atl-19-05-2020 1
 
No segundo tempo, o goleiro Alexandre foi se transformando num dos heróis do jogo. Aos 4 minutos, Buiu recebeu lançamento e finalizou forte. O camisa 1 desviou para escanteio.
 
Quando o USC dominava, veio o gol tricolor. Bom contragolpe, Diego serviu Valtinho, que driblou um zagueiro antes de, com frieza, tocar no canto. Foi o sétimo gol do atacante, que empatou com o companheiro Alexandre na artilharia do campeonato - Buiu terminaria com seis gols.
 
Em desvantagem, o Zebu foi todo ao ataque. Paulo bateu forte e Alexandre apareceu bem de novo. Escabim reclamou de pênalti não marcado. Do outro lado, Valtinho infernizava. Em jogada na lateral do campo, ele levantou a bola e passou por Douglas e Bernardo, que trombaram.
 
Alexandre seguia impedindo o empate. Buiu de novo parou no goleiro. Gagau e Paulo Fernando entraram. Era "tudo ou tudo". Aos 32, Buiu cabeceou direitinho, pra baixo. Lá estava Alexandre para estragar a festa alvirrubra mais uma vez. Paulo Fernando também não venceu o arqueiro. De frente para o gol, ele concluiu firme e viu o adversário espalmar bonito.
 
Sem Valtinho, que saiu machucado, o Galo esperava apenas o tempo passar. Em uma tentativa de impedir que a bola saísse, Jefinho acabou dando um carrinho na bandeira Sidélia Mendes. Um lance digno das "videocassetadas".
 
Aos 42, veio o empate do Colorado, após escanteio. Escabim cruzou para a área, a bola foi passando por todo mundo e acabou encontrando a cabeça de Tales, que marcou contra. Alexandre nada pôde fazer. A cabeçada foi à queima-roupa.
 
Com a igualdade no placar, o título seria decidido na marca da cal. Uma fina garoa caiu em alguns momentos e o vento soprou forte na disputa dos pênaltis, mas a chuva não veio. Nem precisou. O Uberaba lavaria a alma graças ao goleiro Pedro. Ele roubou a cena e deixou o herói do tempo normal, Alexandre, ao léu.
 
O USC acertou as quatro cobranças que precisou bater, com Bernardo, Paulo Fernando, Buiu e Douglas. Celso e Tales converteram para o Atlético, mas de nada adiantou. Pedro defendeu as cobranças de Diego e Pablinho, garantindo a festa vermelha e branca!
 
Ao Galo, restou o consolo de Valtinho e Alexandre dividirem a artilharia do torneio. Já o troféu de goleiro menos vazado vai para Guilherme, do Independente, que sofreu 9 gols em 9 jogos.
 
Ficha - O Uberaba jogou com: Pedro; Paulo, Douglas, Salatiel, Ricardo (Paulo Fernando); Bruno Silvério (Ronei), Marabá, Bernardo; Buiu, Luizinho (Gagau) e Escabim. Técnico: Marcinho
 
O Atlético atuou com: Alexandre; Fernando (Augusto), Tales, Leandro, Cabelinho; Neuraci (Michael), Marcelo (Jefinho), Celso, Diego; Pablo e Valtinho (Pablinho). Técnico: Fifi
 
Apitou o jogo Genimar Vicente Rebolo, o Mário, auxiliado por Sidélia Mendes Silva e Antônio Geraldo dos Santos.

 

Parceiros 

anuncie boxe

dda

perfetto

sancelo

tanaarea

corintiano

Scroll to top