chuteiradeouro-2023
Obina, o primeiro ganhador, repetiu a dose em 2023
 
Em 2013, pinta mais uma premiação do REPLAY no futebol amador: a Chuteira de Ouro. Ganha o troféu quem fizer mais gols no ano, podendo somar as participações em diferentes campeonatos da LUF, do Juvenil ao Sênior.
 
Cada competição tem um peso na contagem dos gols. No Juvenil e Sênior, o gol tem peso 0,5. No Junior, Amador (todos os módulos), Taça Uberaba e Master (qualquer módulo), peso 1.
 
Conheça todos os goleadores já premiados:
 
2023
Ratinho: 18 gols (5 no Master Módulo A pelo Bonsucesso, 3 no Amador B pelo Asa Branca e 10 no Amador A pelo Bonsucesso)
Obina: 18 gols (11 no Amador B pelo Madureira e 7 no Amador A pelo Barcelona)
 
2022
Kim: 20 gols (15 no Master B pela Água Compridense e 5 no Master A pelo Fabrício)
 
2019
Magrão: 34 gols (16 no Junior e 18 no Juvenil pelo Pinheiros)
 
2018
Juninho Ratinho: 31 gols (26 no Master pelo Bonsucesso e 5 no Amador pelo Bonsucesso)
 
2017
Carlinhos Tatu: 29 gols (26 no Master pelo Fabrício e 3 no Amador pelo Bonsucesso)
 
2016
Nessa edição, com o apoio do Uberaba Popular, são entregues duas Chuteiras de Ouro:
 
Jonathan ganha “por pontos”, seguindo o critério das edições anteriores, com 34 gols/pontos (17 no Junior pelo Fabrício e 17 no Amador C pelo Juventude);
 
Cleber ganha no “absoluto”, pelo total de gols na temporada: 50 (8 no Master pelo Fabrício e 42 no Sênior pelo Fabrício)
 
2015
Janisson: 27 gols (16 no Amador C pelo Villa Planalto e 11 no Junior pelo Nacional)
 
2014
Alysson Pelé: 23 gols (todos pelo Mogiana no Amador C)
 
2013
Obina: 31 gols (9 na Taça Uberaba pelo Atlético e 22 no Amador pelo Atlético)
 

Parceiros 

anuncie boxe-ok
 
wruniformes
 
tremendao-ok
 
imperialbrindes-ok

sancelo
 
golé-ok
 
perfetto

corintiano
Scroll to top