eleicao-05-09-2019
O G-5: Antônio Luiz, Rodrigão, Ruy Trida, Dr. Constantino e Barranco
 
Nova diretoria executiva do Uberaba Sport Club foi eleita na noite desta quinta-feira. Em assembleia com a presença de associados e torcedores, realizada no CT Colorado, Ruy Trida assumiu o cargo de presidente – encabeçando a única chapa apresentada, como o REPLAY havia antecipado no Facebook no último sábado (31). Ele forma o Comitê Gestor (como rege o estatuto) com Rodrigo Alcino, Constantino Calapodopulos, Antônio Luiz e Djair Barranco.
 
A eleição que aconteceria em 6 de junho foi suspensa na ocasião por 90 dias, por não haver na data nenhuma chapa registrada. Ruy Trida, conhecido e atuante torcedor (além de pesquisador da história do USC), é Engenheiro Civil formado em Uberaba, mas mora em Brasília, sendo empresário de Tecnologia de Informação. Conselheiro benemérito, colaborador há tempos, terá a tarefa, junto com o “G-5”, de reerguer o Colorado. O mandato vai até 30 de junho de 2022.
 
Em entrevista concedida ao REPLAY ainda no início da semana, Trida falou sobre o desafio de comandar a presidência do time do coração. Ele não tinha essa intenção, mas, para não deixar a torcida esmorecer ou se afastar devido à situação do clube, encarou a missão. “Não era um projeto meu, pelo menos não agora, mas a queda (para a terceira divisão do Campeonato Mineiro) desanimou o pessoal, então decidi montar uma chapa para evitar que o clube sucumbisse. Atendi a um apelo e agora esperamos motivar as pessoas a ajudar e continuar acreditando na força do Uberaba”.
 
A empolgação da galera com os nomes do G-5 não “pega” o cartola, que, aliás, não “promete” acesso ou título. “A expectativa fica por conta da torcida, eles me conhecem, sabem que sou da arquibancada, mas uma coisa é ser torcedor, outra é ser dirigente. Então de minha parte é menos expectativa e mais trabalho. Sempre tem essa pressão para subir, mas não vou entrar na ‘pilha’ do torcedor, falar ‘agora o Uberaba sobe’. O que prometo é trabalho, procurando aprender com os erros das diretorias passadas. E atrair empresários é consequência”, pondera.
 
Morando fora, Trida ressalta a confiança nos companheiros. “Sei das dificuldades, por isso montei um grupo gestor com pessoas que confio muito, pessoas com histórico de serviços prestados. Inicialmente virei de 15 em 15 dias e durante o campeonato estarei mais próximo”, explana.
 
Sobre o futebol profissional, o novo presidente afirma que ainda não tem nomes em vista, mas já dá pistas do perfil desejado. “Estamos há muito tempo arriscando. Vamos priorizar uma vinculação com a cidade e a competência”, conclui.

Parceiros 

anuncie boxe

itaipava

unimed-uberaba

tremendao nova

dda

alancarlos

sancelo

river

santaterezinha

fogaodaroca

dr-com

corintiano

Scroll to top