terceirona-03-09-2020
 
A Terceirona do Mineiro começa em 21 de novembro com dez times na disputa por duas vagas no Módulo II. O Uberaba está dentro. Já o Nacional desistiu. O conselho técnico da competição foi realizado nesta quinta-feira, de forma on-line, definindo os detalhes do campeonato.
 
Dos 17 clubes que enviaram a documentação manifestando interesse em participar do torneio, nada menos que nove declinaram. Dois que não estavam na lista original de convocados entraram de última hora: América de Teófilo Otoni e Betis de Ouro Branco.
 
Nove jogos para o acesso
A forma de disputa é simples. Na primeira fase, são duas chaves com cinco equipes cada. Os integrantes de cada grupo se enfrentam em turno único e os três melhores de cada lado classificam-se ao hexagonal final.
 
Chave A: Atlético/Três Corações, Passense, Poços de Caldas, Santarritense e Uberaba
Chave B: América/Teófilo Otoni, Aymorés, Betis, Contagem e União Luziense
 
No hexagonal, previsto para iniciar em 10 de janeiro de 2021, todos jogam contra todos em turno único, e os dois primeiros, campeão e vice, sobem para o Módulo II. Ou seja, serão nove jogos (quatro na primeira fase e cinco na segunda) para o acesso. A última rodada está marcada para 31 de janeiro.
 
Todos os custos para viabilizar os protocolos de combate ao coronavírus, como testes para os atletas e comissão técnica, ficarão por conta dos clubes.
 
A competição será sub-23, com cada time podendo contratar quantos jogadores quiser acima dessa idade, mas com no máximo cinco em campo. Serão permitidas até 30 inscrições para o certame, com a data limite para registro sendo 8 de janeiro, último dia útil antes do hexagonal.
 
USC representa o Triângulo
O Uberaba será o único representante do Triângulo na parada. O Colorado terá que se desdobrar para equilibrar as finanças num torneio deficitário, que nessa edição deve ser ainda mais oneroso, já que não terá torcida, excluindo a renda de bilheteria, e ainda por cima terá altas despesas com as regras relativas à Covid-19.
 
Segundo o presidente Ruy Trida, o elenco deve ser montado com os pés no chão, sem loucuras. “Será um time barato, mas que honre as tradições do clube. Não tem como ser diferente”, afirma.
 
Conforme o dirigente, ainda não há uma data prevista para a apresentação do plantel alvirrubro.
 
Naça desiste
Antes do início da reunião, o esboço do que seria o campeonato foi exposto e só depois o arbitral foi oficialmente aberto. Ao encarar as dificuldades, o presidente do Nacional, Mário Hueb, em acordo com a diretoria alvinegra, anunciou a retirada do Elefante.
 
“A decisão só foi tomada mesmo após as considerações iniciais do conselho técnico. A rigorosidade dos protocolos e toda a situação de pandemia fez com que optássemos pela desistência. Nosso departamento médico, após conversarmos bastante, acha muito arriscado disputar, colocando em risco a saúde de todos os envolvidos. O conselho fiscal e o deliberativo, também após muitas conversas e o desenrolar de hoje, também achou prudente não participar”, explica o cartola.
 
Mário afirma que a intenção é colocar o Naça em campo em 2021. “O trabalho para o ano que vem começa hoje”, declara.
 
Além do Nacional, a Terceirona também foi dispensada por Araguari, Coimbra B, Figueirense, Inter, Minas Boca, Montes Claros, Valadares e XV de Uberlândia.

Parceiros 

dinheiroja

anuncie boxe

dda

perfetto

sancelo

tanaarea

corintiano

Scroll to top