betinense-usc-22-04
 
O que está ruim sempre pode piorar. O Uberaba perdeu a terceira seguida no hexagonal do Mineiro Módulo II. Na tarde deste sábado, na Arena do Calçado, em Nova Serrana, o Betinense venceu o USC por 2 x 0, pela 5ª rodada da fase final da competição, e, agora, o Zebu vê o acesso cada vez mais distante.
 
 
Com a vitória, a equipe de Betim mantém a vice-liderança, com 12 pontos, enquanto o Colorado permanece com 4, na penúltima colocação. O clube vermelho fecha o turno a oito pontos do G-2 – os dois melhores times dessa etapa sobem para o Módulo I.

O jogo – O Uberaba entrou com muitas mudanças em relação ao jogo anterior. Além de Kaiky no lugar do contundido Gilson no gol, muitas alterações por opção do técnico, que trocou os laterais, colocando Barone na direita e Cleuber na esquerda, e mandou a campo um ataque diferente, com Jouberth, Iskilo, Rudimar e Bruno Henrique.

No primeiro tempo, o Colorado teve chances, mas quem marcou foi o Betinense, com o atacante Felipe Caldeira, de pênalti, aos 41 minutos.

Depois do intervalo, o Zebu caiu de produção. Aos 12 minutos, entraram Michel Cury e Léo Torres, substituindo Rudimar e Bruno Henrique. Pouco depois, aos 17, saiu Iskilo e entrou Baianinho. Não adiantou nada.

Aos 27, Kauê foi expulso, levando cartão vermelho direto por deixar o braço na cara do adversário. Com um a mais, o Canário matou o jogo aos 38, com o lateral Júlio César, que recebeu e bateu cruzado no canto.

Terceira derrota seguida, terceira partida consecutiva em que o ataque do USC passa em branco. No próximo sábado, a equipe alvirrubra volta a enfrentar o Betinense, agora no Uberabão, abrindo o returno.

Placar – Em Patrocínio, o líder CAP venceu o lanterna Tupynambás por 2 x 1. E, em Varginha, o Boa Esporte venceu o Nacional de Muriaé por 1 x 0, trocando de lugar com o adversário na tabela de classificação.

O Patrocinense segue firme na ponta, com 13 pontos, seguido pelo Betinense, com 12. Depois vêm Boa (8), Nacional (6), Uberaba (4) e Tupynambás (zero).
 
Betinense – Thulio; Júlio César, Paulo Roberto, Guilherme Henrique, Williams; Denilson, Miguel, Cassiano (Lucas), Magalhães; Luiz Antônio (Luis Gustavo) e Felipe Caldeira (Thiago). Técnico: Gilberto Carlos
 
Uberaba - Kaiky; Barone, Ulisses, Ricardo Lucena, Cleuber; Paulo Henrique (Léo Torres), Kauê, Jouberth, Douglas Iskilo (Baianinho), Rudimar (Michel Cury); Bruno Henrique. Técnico: Wantuil Rodrigues
 
Foto: FMF

Parceiros 

anuncie boxe

dda

river

shouri

sancelo

alancarlos

Scroll to top