A sétima rodada do hexagonal final do Módulo II do Campeonato Mineiro, na noite desta quarta-feira, teve jogo decisivo e gol de goleiro. O Uberaba Sport Club recebeu o Nacional de Muriaé e perdeu de 2 a 0, em casa, dando adeus ao Módulo I – ainda existe chance matemática para conseguir o acesso, mas depende de complexa combinação de resultados nas três rodadas restantes.
 
 
O USC foi ultrapassado na tabela de pontuação pelo próprio NAC. O Boa Esporte, que venceu o lanterna Tupynambás por 2 x 1, assumiu a liderança. Patrocinense e Betinense empataram por 2 x 2 e continuam na parte de cima da tabela, na briga por uma vaga.

A classificação agora tem Boa e CAP no G-2, com 14 pontos (o time de Varginha é o melhor no saldo de gols); o Betinense encostado, com 13; o Nacional com 9; o Uberaba com 7; e o Tupynambás com 3.
 
usc-nac-03-05
Jouberth incrédulo, Rudimar entregue: mais uma decepção do Colorado

O jogo – A disputa foi acirrada, já que os pontos conquistados na rodada seriam de suma importância para uma chance a mais na classificação. Logo aos dez minutos, a defesa do Colorado deu uma deslizada e o goleiro Kaiky não conseguiu evitar o ataque do camisa 11, Guilherme, que marcou o primeiro gol.

O primeiro tempo teve empurra-empurra e confusão. Os rivais estavam com “sangue nos olhos” e tentavam, a todo momento, tirar vantagem um do outro. O ataque do NAC estava muito mais agressivo e presente durante a partida. Quase aos 45, uma falta fez com que Lucas Hulk, ex-USC, recebesse o segundo amarelo e fosse expulso.

O jogo seguiu por mais seis minutos. Do lado de fora do campo, o recém-chegado técnico, Gilmar Estevam, que conhecia boa parte do time rival, mostrava-se apreensivo com a atuação dos antigos e dos novos atletas. Estevam comandou o Nacional no início da competição e começou a treinar o Uberaba na semana passada.

Segundo tempo. Com um jogador a mais, o Colorado até tentou, mas não conseguiu mudar o resultado final do jogo. Cabeceada, chutes, ataques corajosos. O time do Zebu usou tudo o que pôde, mas não deu.

Na tentativa de mudar o rumo que o jogo seguia, o técnico alvirrubro fez duas mudanças seguidas, antes dos 15 minutos. Sai Iskilo, entra Baianinho. Sai Barone e entra Michel Cury. O professor mudou as estratégias, mas o placar continuou intacto. Ulisses também foi substituído, pelo Hércules. Sem sucesso.

A partida estava parada até os acréscimos de quase dez minutos dados pela arbitragem. O último lance da disputa fez com que o Zebu virasse piada. Em atitude desesperada, o goleiro Kaiky foi pra linha, na tentativa de ajudar o time da casa, mas acabou dando a chance pro segundo gol. Um chute certeiro do goleiro Paulo Vitor atravessou o campo, invadiu as áreas e balançou a rede. Kauê, o único na defesa, não impediu o gol que fechou o placar e deixou o clube da Zona da Mata ainda com chances de classificação.

Os torcedores deixaram o Uberabão em silêncio e praticamente deram adeus ao Módulo I de 2018.
 
Uberaba – Kaiky; Barone (Michel Cury), Ulisses (Hércules), Ricardo Lucena, Douglas; Leandro Teixeira, Kauê, Jouberth; Douglas Iskilo (Baianinho), Rudimar e Bruno Henrique. Técnico: Gilmar Estevam
 
Nacional – Paulo Vitor; Filipinho, Rafael, Jean, Bicudo; Lucas Hulk, Felipe (Rodrigão), Iran (Thiago Marin), João Willian; Guilherme e Marcelo Régis (Igor). Técnico: Gerson Evaristo

Parceiros 

anuncie boxe

dda

river

shouri

sancelo

alancarlos

Scroll to top